Este projeto é parte um jogo de ação, e parte uma história de um homem e suas escolhas.

Como o próprio nome diz, o jogo é sobre um Mercenário, o melhor de todos, e sua vida, pessoas queridas, suas posses…

O jogo é uma série de missões: matar um homem que não pode ser morto, segurar um exército, destruir algo de um oponente, enfrentar uma gangue rival, e o seu crescimento. Se houvessem quinze missões no jogo, três seriam o começo de sua carreira, três no começo da vida adulta, três como um profissional e os últimos seis como alguém prestes a se aposentar.

Este crescimento, esta experiência iria refletir no jogo: ele iria mudar com o tempo, o modo como se veste, suas roupas podem ser mais caras, ter menos problemas com a ideia de matar alguém… o objetivo é que, no começo, seja mais difícil matar alguém – talvez haja Quick-Time Events para finalizar um inimigo, mas se ele tentar atacá-lo a morte é imediata -, mas quando você cresce você não precisa mais de QTE’s, mas se moverá mais devagar, ou aguentar menos golpes: você não é mais um jovem, afinal, e quero refletir isso no jogo.

Acredito também que é interessante permitir que os jogadores conheçam um pouco de sua vida, mas não sei exatamente como fazer isso: pensei em deixar os jogadores interagirem com alguns ambientes, como mercados, ou escreverem cartas para sua família, mas o mais importante é criar algum tipo de conexão com outros personagens. Um dos elementos do jogo, afinal, é que o Mercenário é apenas isso, um Mercenário, e se ele morre em uma missão, a vida continua sem ele, exceto para as pessoas que lhe são queridas: seu irmão, por exemplo, ou seu parceiro…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *