Este jogo deve ser jogado por catorze jogadores: cinco ladrões que devem roubar o cofre do banco, cinco policiais que devem prender os ladrões, e quatro agentes duplo, dois policiais e dois ladrões.

Este jogo é de ação, com câmera vista por cima, onde um ataque mata um inimigo, é sobre confiar em seus parceiros: afinal, se você receber um tiro, você morre, e não pode ressuscitar com este personagem, você irá jogar com outro, com menos talentos, e assim por diante.

Os ladrões precisam cumprir alguns objetivos, como conseguir a senha, desabilitar a segurança, abrir o cofre… mas cabe a eles como fazer isso, se irão se dividir para cumprir mais tarefas em menos tempo, se irão juntos para terem mais chances de sobreviver um confronto… e é claro, lidar com o fato de que, entre os sete ladrões, dois podem ser traidores: se os ladrões roubarem o objetivo, eles ganham, mas se a polícia parar os ladrões, eles também ganham.

Há dois meios de comunicação, mensagens de texto e comunicação por voz. Usar mensagens de texto é mais difícil, pois você deve parar o que está fazendo para escrevê-la, mas apenas você e a pessoa para quem você está enviando irão saber o que está escrito: se quer mandar mensagens para seu parceiro na outra facção, é isso que deve usar. Comunicação por voz é aberta à todos, mas afetada pelo cenário: o som pode ser abafado, outros sons podem se sobrepor…

A ideia do jogo é saber em quem confiar, pois nada diz que ele é um traidor, e a mulher do outro lado uma agente do seu lado, você deve receber mensagens dela apenas por texto, e mesmo assim não terá certeza que estão do seu lado. E com dois possíveis traidores permite planos estúpidos, onde você admite que é um deles e tenta culpar um inocente como um outro agente, ou ideias inteligentes, como tentar enganar um inimigo e matá-lo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *