Esta ideia é sobre viagem no tempo, como algumas que escrevi antes. Mas ao invés de você ser o viajante, você controla diversos personagens, que podem ser desde o melhor amigo do viajante, aa barista ou até a chefe da padaria.

A história é que você vive cada loop como um personagem diferente: você pode passar um deles como a barista, conhecendo pessoas e suas vidas, e então ser o sem teto, que esta convencido de que o governo está o procurando, relatando em seu diário sobre cada pessoa “estranha” na cidade.

O viajante é o único personagem constante em cada história, embora suas relações possam mudar: ele pode ter uma relação mais bem humorada com a barista, enquanto ainda está conhecendo a dona da padaria…

O jogo é baseado em conversas e nas interações únicas de cada personagem. O barista, por exemplo, conversa com mais pessoas, e é a mais capaz de descobrir pequenas informações que outros personagens não podem descobrir, enquanto o sem teto vê muito mais pessoas, e pode descobrir comportamentos estranhos nas ruas.

Como você não joga como um único personagem, o viajante é o único que pergunta coisas. Ele é a conexão entre todos, e você deve ajudá-lo: o sem teto pode descobrir algo estranho, que a barista viu durante a manhã, e o melhor amigo pode lembrar de algo que você disse.

O problema que eu vejo, nesta primeira parte, é como fazer a trama avançar sem deixar todos os personagens saberem do segredo, pois não imagino que o viajante ia falar disso com qualquer um. Uma solução seria ao invés do jogador controlar diferentes personagens, mas apenas um por loop, é deixá-los controlar vários personagens, por pouco tempo, em cada loop: então com o sem teto você vê alguém passar, então trabalhar com a barista e, na janela, ver esta mesma pessoa que o sem teto viu andando. Este é o objetivo, deixar o jogador, mas não o personagem, criar uma teoria sobre quem está causando os loops, não criando um personagem óbvio se destacar na multidão, ao invés disso deixar os mais genéricos sendo os culpados.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *