Este é um jogo baseado na física, onde você pode consertar as coisas da maneira comum, e entediante, ou usar o estilo da gambiarra. Para os que não conhecem, gambiarra é algo que você faz, para consertar um problema, mas faz de forma inesperada.

No jogo, você tem uma seleção de objetos que devem funcionar, de algum modo: se há uma cadeira quebrada, ela deve ser resistente o bastante para alguém sentar sem cair, e se é uma escova de dente elétrica, ela deve girar a escova sem quebrar seus dentes.

Você pode consertar as coisas do jeito entendiante, como dito antes, ou com agambiarra. Você usa o teclado para selecionar suas ferramentas, e as usa com o mouse. Dependendo com o objeto a ser consertado, você tem uma seleção de diferentes ferramentas para usar: se você precisa consertar uma cadeira, você pode usar martelos, pregos, chaves de fenda, mas isso é fácil, é chato. Se uma de suas pernas está quebrada, você pode usar muita fita adesiva, alguns elásticos e cola para consertá-la. A principal regra do jogo é que, se funcionar, qualquer coisa serve.

No entanto, não quero que o jogo funcione apenas nestas pequenas situações, onde você faria alguma gambiarra para fazer funcionar. Tendo em vista alguns trabalhos que vi, com pequenos muros sendo construídos com projéteis de argila, ou criados por drones, quero desenvolver situações onde não há as limitações do mundo real.

Um exemplo é construir uma parede para proteger pessoas de carros desgovernados. Ninguém iria pensar em usar tijolos de brinquedo, como LEGO, com chiclete, fita adesiva e cola, porque sabe que nunca iria prevenir um acidente. Ou usar réguas de plástico unidas por elásticos de cabelo para ter certeza que árvores irão crescer da maneira correta.

O estilo da arte não deve ser baseada em desenhos animados, como pode-se pensar quando se lê sobre as situações absurdas que pretendo ter no jogo. Acredito que seja melhor usar fotografias, com diversos efeitos, para criar algo similar ao mundo real, mas causando sensações diferentes. Quando o jogador faz suas ações, dependendo do objeto, haverá a necessidade de se fotografar inúmeras possibilidades: fita adesiva no começo, no meio ou no fim, chiclete no começo, no meio ou no fim… Ao menos é o que eu penso, talvez haja melhores maneiras de criar as ações do jogador no jogo, talvez usando desenhos estilo cartoons para isso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *