Neste jogo, você deve tornar alguém eleito. É um jogo de tabuleiro, mas agora, eu gostaria de explicar as mecânicas principais e, no futuro, detalhar como se aplicam à um jogo de tabuleiro.

Você pode trabalhar de duas maneiras, a campanha “limpa” e a “suja”. Fazer uma campanha justa é sobre mostrar as pessoas o que seu candidato pode fazer pelo bem de sua cidade/estado/país, como ele irá salvar o que precisa ser salvo e como a vida será melhor, porque ele é tão bom assim.

A campanha suja tem a ideia de mostrar o quão bom seu candidato é… Ao mesmo tempo que deve mostrar para as pessoas todos os problemas que os outros candidatos têm, e mostrar tudo que eles não querem que as pessoas saibam. E você pode tentar usar informações falsas para tentar vender o seu candidato, pois seu objetivo é fazer seu candidato ganhar a eleição, custe o que custar.

Os problemas que ambas as campanhas enfrentam são a mídia, os demais candidatos e as pessoas. O trabalho da mídia é vender informação, e você deve coordenar o resto da equipe para garantir que tudo está indo como planejado, para mostrar seu candidato da melhor forma possível. De novo, você pode fazer as coisas certas, fazendo seu candidato dar entrevistas ou participar de debates, ou fazer o que ninguém tem orgulho de fazer, como comprar repórteres, ou pagar pessoas para denegrir a imagem do candidato rival.

O segundo problema, é claro, são os próprios candidatos. Eles podem ter propostas melhores, melhores imagens, e você tem que lidar com isso. Você pode tentar conversar com seus partidos, buscar uma parceria, ou se unir até outro candidato “perder”. Claro, na vida real as coisas podem ser diferentes, mas quero manter o foco mais nos aspectos fantasiosos, para o jogador poder ver rapidamente os resultados de suas ações.

E o terceiro problema são as pessoas. Pessoas reagem à tudo que seu candidato faz. O modo como eles agem nas mídias sociais, o modo como dão seus discursos, suas propostas… Apenas as propostas você não tem controle, mas a mídia social, seus discursos, como gastam seus dias, em entrevistas, ou qualquer outro aspecto relacionado à campanha, é sua responsabilidade. Claro, o maior controle que você tem sobre as propostas é o quanto irão falar sobre ela. Eles podem dizer com confiança que Alguma Coisa será legalizada, ou podem dizer que “Coisas como Alguma Coisa são complicadas, mas meu governo fará o que for possível (…).” Mantendo o elemento da escolha, da coisa certa e da errada, você pode pedir para eles mentirem, e ganhar os votos que perderia se admitisse a verdade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *