Primeiro de tudo, este jogo foi minha primeira participação no Game Career Guide, e um de meus primeiros projetos  que não precisei desenvolver com colegas, por razões óbvias – é baseado em franquias existentes, e não possuo nada delas. O tema do desafio era Cross-Over, e você pode ver o link aqui. Abaixo, segue o que desenvolvi:

Porque? MGS é, sem dúvidas, uma das franquias mais famosas na história dos video games. Eu posso imaginar um jogo Lego usando este estilo de gameplay para introduzir crianças e adolescentes ao gameplay de stealth, e além disso, fazê-lo divertido o bastante para pessoas que gostam de Call of Duty aproveitá-lo. Usando Lego no jogo, é possível ignorar muitas coisas, como sangue ou um complexo sistema de física, e focar no que realmente importa – maneiras de melhorar o gameplay e continuar com a diversão. Para isso, eu proponho três jogos diferentes e como eu usaria o Lego sem perder seus pontos positivos.

Lego Metal Gear Solid 3: Snake Eater:

Este jogo utilizaria muitas cores. Primeiro de tudo, o cenário deve ter muitas cores, mas ainda deve ser consistente com a vida real. Todo o sistema de camuflagem consiste em pintar os bonecos, e poderia ser representado no jogo com o Lego sendo colorido por um pincel. Por causa das cores, será simples o bastante para qualquer pessoa entendê-lo, e com uma vasta gama de cores o jogo irá recompensar o jogador que utilizar a melhor camuflagem a cada momento.

A famosa unidade dos Cobra’s não seria mais engraçada apenas por ser um jogo Lego. Entre várias coisas boas, uma excelente em MGS 3 é o design dos inimigos, então isso deve ser preservado. The Fury, por exemplo, deve lançar jogo e demonstrar quanta fúria ele tem, criando uma área ao seu redor que age como obstáculo – para alcança-lo em sua “forma de Chefão”, o jogador deve atravessar uma sequencia de fogo. The Fear, no caso, deve ser invisível, e o jogador deve usar o binóculo com visão térmica para conseguir vê-lo. Isso seria um itel especial, assim como os feitiços de Lego Harry Potter.

Alguns personagens, como Eva ou Sokolov, podem usar seus talentos específicos para construir veículos ou caixas, e Snake pode interagir com ambos. Por outro lado, Paramedic pode curar outros personagens, e Sigint pode melhorar armas encontradas pelo jogador, or dar novas armas para ele no HUB central de Snake Eater.

Lego Metal Gear Solid: Peace Walker:

Uma das coisas que eu criaria é a criação de personagens. Não apenas no multiplayer, e como em Snake Eater, cada personagem possuiria uma diferente função, por causa da Mother Base. Se o jogador ficar online, outros jogadores terão uma cópia permanente do personagem do Jogador 1, e vice versa. A customização não deve ser muito complexa, mas o bastante para torná-la pessoal – os jogadores devem ter alguma relação com o personagem que criou.

Todo o jogo é Cooperativo. Não digo duas pessoas, mas ao menos dois personagens, que o jogador pode trocar com o tempo. De qualquer forma, este jogador teria problemas se ele não encontrar um parceiro, então podemos oferecer mais soldados em cada área, pois em minha opinião este é um dos problemas do Peace Walker original.

O HUB central de Peace Walker é interativo. E ele PRECISA ser a Mother base, outro ponto fraco de Peace Walker – você gasta muito tempo a melhorando, mas não pode interagir com ela. Você pode selecionar todos os personagens que você tem até agora, e usá-los na base. Você quer melhorar seu armamento? Use um engenheiro para repará-lo com as moedas que você conseguiu durante o gameplay. Quer treinar um soldado para torná-lo melhor? Vá com ele para zona de treinamento e atire em coisas.

A criação do Metal Gear Zeke é sua. Sacrificando seu estilo inicial, o jogador pode construí-lo do jeito que quiser, mas tendo uma estrutura básica. Os engenheiros irão comentar se algo pode ser melhorado – se Zeke não possuir uma arma importante, por exemplo. Ela deve ser pessoal, afinal, é sua criação. Se o jogador não gosta de construir coisas, ele pode usar apenas a “Construção Normal”, que será exatamente como o original.

Lego Metal Gear Solid 4: Guns of Patriots:

A jóia de Lego Metal Gear Solid. A história será mais leve que os outros, porque o jogo é mais adulto, mais que outros jogos da série Metal Gear. A história será mais leve apenas adicionando coisas engraçadas que a Telltale sabe fazer. Por exemplo, a pintura de Old Snake, no corredor com microondas, poderia se tornar líquida e amarela.

As balhas com The Beauty and The Beast seriam um pouco mais simples. Apenas cinco golpes seriam o suficiente para matar ou desarmar cada uma delas, mas cara batalha seria semelhante à original. No caso, o sistema de mira, com visão acima do ombro.

A Octocamo e a Octoface funcionam diferentes do original aqui, dando ao jogador a aparência do cenário. Para tornar divertido para o jogador, sons de peças Lego sendo unidas ou separadas seriam tocados depois de cada movimento.

A customização de armas deve ser simples o bastante para ser útil, mas não essencial. Adicionando coisas como cordas ou pás, o jogador pode criar armadilhas, como buracos para o inimigo cair, ou usar a corda para alcançar telhas. Prefiro que a customização de armas seja trocada para customização de acessórios, que poderiam funcionar como o chicote de Indiana Jones, do jogo Lego Indiana Jones, uma característica única para cada personagem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *